Foto de perfil de Farmativa

foto-dr-bach-sc3a9pia O Dr. Edward Bach viveu de 1886 a 1936. Portanto, a maior parte de sua vida transcorreu no século passado, incluindo aí a descoberta das 38 essências que compõem seu sistema floral.
Muitos poderiam pensar: “Do século passado…..está ultrapassado!”. Que engano!

Ele deixou para nós, além das maravilhosas essências florais, uma obra que é ao mesmo tempo simples e profunda. Também inspirou muitos dos sistemas que surgiram depois – produtores dizem que iniciaram esse caminho com o uso das essências florais do Dr. Bach.

Voltar aos seus escritos e ensinamentos possibilita ver o quanto de “atualidade” temos ali.

Por exemplo, no livro “Cura-te a ti mesmo”, publicado em 1931, Dr. Bach diz: “talvez uma das maiores tragédias do materialismo seja o desenvolvimento do tédio e a perda da verdadeira felicidade interior; isso faz com que as pessoas procurem pelo contentamento e compensação de seus problemas em diversões e prazeres materiais, e a única satisfação que isso traz é o esquecimento temporário de nossas dificuldades”.

Então, uma das queixas mais frequentes que ouvimos nos dias de hoje não é justamente a falta de um sentido para a vida e a busca de alívio rápido para o mal-estar que isso causa, levando muitas vezes a um caminho de autodestruição?

Em outro trecho, coloca: “o medo das doenças se desenvolveu até o ponto de se tornar grande o bastante para causar danos”. Basta ver um pouco do noticiário para comprovar o quanto isso é verdadeiro agora, em 2017. Não assistimos à lamentável atitude de pessoas que diante do pânico de se infectar com a febre amarela começaram a matar os inocentes macacos?

Portanto, rever os ensinamentos do mestre Dr. Edward Bach é sempre uma fonte de inspiração e novas descobertas.

Maria Gorete Tavares
Terapeuta floral

Share this Post!

About the Author : Farmativa

Foto de perfil de Farmativa
A Farmativa tem como missão contribuir para a harmonia de famílias e bem estar, através do conhecimento e medicamentos de qualidade que complementam e fortificam a saúde do ser.

0 Comment

Send a Comment

Your email address will not be published.

Related post